Você se acha competente emocionalmente?

Por Rachel Pereira

A resposta é SIM. Somos todos competentes emocionalmente. A questão é se seu nível de competência emocional se encontra insatisfatório, regular ou em alta performance.

Mas afinal, o que são competências emocionais? Competências emocionais são habilidades comportamentais que estruturam sua inteligência emocional.

 

Porém, é importante frisar que sua inteligência emocional, ou seja, o seu Quociente Emocional, é tão importante quanto o seu Quociente de Inteligência (racional).

Pois, de nada pode adianta ser muito inteligente, mas não conseguir gerenciar bem suas emoções, concorda?!

Segundo Daniel Goleman, o pai da Inteligência Emocional, o nosso Q.I. contribui apenas com 20% do nosso sucesso, já o nosso Q.E. contribui com 80% em nossa performance. Contudo, a forma como estruturamos e valorizamos nossas competências emocionais podem ser decisórias sobre o nosso desempenho e sobre os nossos relacionamentos.

Ser inteligente emocionalmente nada mais é que extrair o melhor de si e do seu meio em qualquer situação, em qualquer contexto, seja ele positivo ou negativo.

E vale frisar que ter autocontrole emocional não é necessariamente ser inteligente emocionalmente. Essa é apenas uma das competências emocionais. Temos ainda muitas outras! Fica comigo e você vai aprender mais sobre o assunto!

Mas afinal, quais são as nossas competências emocionais que estruturam nossa inteligência emocional?

Antes de tudo, é relevante avisar que a nossa inteligência emocional é separada por dois grandes pilares: competências emocionais pessoais e competências emocionais sociais.

 

COMPETÊNCIA EMOCIONAIS PESSOAIS

As competências emocionais pessoais são habilidades voltadas para a forma como você se conecta consigo mesmo, em qualquer situação.

Será que você tem extraído o seu melhor em momentos de desafio, dor e estresse? Focando nos seus resultados e não na sua mágoa ou raiva?

E quanto aos momentos de lazer e prazer, você tem conseguido usufruir esses momentos com total presença e bom humor?

E em momentos de zona de conforto… Será que você tem se desafiado e dado realmente o seu melhor para conquistar resultados mais ousados?

Diante dessas reflexões, avalie agora de forma mais específica e precisa as suas competências emocionais pessoais, dando uma pontuação para cada item de 0 a 10.

Nota de 1 a 2 – totalmente insatisfatório

Nota de 3 a 4 – insatisfatório

Nota de 5 a 6 – regular

Nota de 7 a 8 – satisfatório

Nota de 9 a 10 – supera as expectativas

 

  1. Autoconsciência emocional

Você tem sido capaz de identificar e compreender as próprias emoções, bem como reconhecer o impacto delas na sua forma de agir, de tomar decisões e de se relacionar com os outros? Tem usado suas emoções como aliadas?

 

2. Autoavaliação precisa

Você conhece os próprios limites e possibilidades, sem se supervalorizar ou se subestimar? Coloca-se da maneira correta em cada desafio?

 

 3. Autoconfiança

Você tem um sólido senso do próprio valor, capacidade e potencial? É capaz de enfrentar seus desafios de forma segura e confiante?

 

 

4. Autocontrole emocional

Você consegue manter suas emoções e impulsos destrutivos sob controle em momentos de estresse?

 

 

5. Superação

Você possui ímpeto para melhorar o próprio desempenho a fim de satisfazer padrões internos de excelência? Acredita que tudo pode ser melhor e que sempre é possível ir além e conquistar algo mais?

 

 

6. Iniciativa

Você está sempre pronto para perceber e aproveitar oportunidades, não se deixando paralisar pela zona de conforto ou pela acomodação?

 

 

7.Transparência

Seus comportamentos têm sido totalmente fundamentados na honestidade e na integridade? Você tem sido digno de confiança? O quanto as pessoas que o conhecem de fato confiam em você?

 

 

8.Adaptabilidade

Você tem se colocado de forma flexível na adaptação a pessoas com estilos diferentes? Você tem se adequado e flexibilizado em situações diferentes e incomuns?

 

 

9.Otimismo

Você sempre busca ver o lado bom dos acontecimentos em qualquer situação?

 

 

Atenção para as competências com nota inferior a 7, elas com certeza precisam de maior desempenho e foco da sua parte. Anote-as em um papel e deixe sua mente fluir sobre como você pode potencializar essas competências! 😉

Agora, vamos analisar as suas competências emocionais sociais?!

 

COMPETÊNCIA EMOCIONAIS SOCIAIS

As competências emocionais sociais são habilidades voltadas para a forma como você se conecta com o externo, com outras pessoas, em qualquer situação.

Será que você tem extraído o melhor dos outros em momentos desafiadores, de dor ou estresse? Focando nos resultados, com muita empatia, sem deixar que o foco se concentre nos problemas e não na solução?

E quanto aos momentos de lazer e prazer, você se sente confortável em se comunicar e interagir com outras pessoas?

E em momentos de zona de conforto… Será que você tem desafiado de forma eficiente outras pessoas para que elas possam também dar o seu melhor?

Diante dessas reflexões, avalie agora de forma mais específica e precisa as suas competências emocionais sociais, dando uma pontuação para cada item de 0 a 10.

Nota de 1 a 2 – totalmente insatisfatório

Nota de 3 a 4 – insatisfatório

Nota de 5 a 6 – regular

Nota de 7 a 8 – satisfatório

Nota de 9 a 10 – supera as expectativas

 

1. Empatia

Você é capaz de perceber as emoções alheias, compreender seus pontos de vista e se interessar de maneira ativa por suas preocupações, com empatia ao que outras pessoas sentem?

 

 

2. Consciência organizacional

Você consegue identificar e compreender as conexões sociais ao seu redor, sabendo com quem, como e quando deve falar?

 

 

3. Serviço

Você reconhece e busca satisfazer as necessidades das pessoas à sua volta? Você serve, auxilia e colabora sem pedir nada em troca?

 

 

4. Liderança inspiradora

Você orienta e motiva com uma visão instigante, conduzindo pessoas a objetivos mais elevados, possibilitando que elas façam o que antes não fariam e cheguem aonde, sem sua liderança, não chegariam?

 

 

5. Influência

Você dispõe da capacidade de persuadir e influenciar pessoas para que elas ajam de forma positiva e consistente?

 

 

6. Desenvolvimento dos demais

Você cultiva as capacidades alheias por meio de feedback e orientação? Você se preocupa em desenvolver, ensinar e capacitar as pessoas ao seu redor para que sejam mais e melhores do que já são?

 

 

7. Catalisação de mudanças

Você inicia e gerencia mudanças, liderando pessoas para uma nova e melhor direção?

 

 

 

8. Gerenciamento de conflitos

Você se empenha em solucionar divergências entre as pessoas, levando-as à integração, à conciliação, à aceitação e ao respeito mútuo?

 

 

9. Trabalho em equipe

Você é capaz de colaborar com o trabalho em equipes de alto desempenho? É capaz de se colocar como membro de uma equipe e, com humildade, dar o seu melhor para contribuir com o grupo e os objetivos dele?

 

Atenção para as competências com nota inferior a 7, elas com certeza precisam de maior desempenho e foco da sua parte. Anote-as em um papel e deixe sua mente fluir sobre como você pode potencializar essas competências! 😉

 

A IMPORTÂNCIA DE INVESTIR EM SUAS COMPETÊNCIAS EMOCIONAIS

A nossa inteligência emocional, estruturada pelas nossas competências emocionais, formam a nossa saúde emocional.

Sem a saúde emocional adequada ficamos frágeis aos desafios e situações de maior estresse em nosso dia-a-dia. É essencial que cuidemos de nossas competências emocionais e foquemos em desenvolver aquilo, que a princípio, não temos tanta habilidade hoje.

A inteligência emocional é como um músculo. Ela não ganha alta performance da noite para o dia. É preciso prática e treino. Muito treino, muita autoavaliação e frequência para conseguir resiliência e força emocional.

Frisa-se que a inteligência emocional é um processo de aprendizado contínuo.

E você pode dar o primeiro passo agora.

 

 Diante da sua autoavaliação emocional, qual são as duas principais competências emocionais que você enxerga a necessidade de desenvolver o quanto antes?

CLIQUE AQUI e adquira o reletório completo do seu perfil comportamental

 

Fontes: Blog Febracis e o Livro “O Poder da Autorresponsabilidade” do doutor Paulo Vieira.

Posts recentes

Deixe um comentário